Rss Feed
  1. Étape

    quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

    Faby L aqui,pedi a Cat que escrevesse esse novo post, ate porque estou meia ocupada escrevendo musicas,estudando e respirando.Mas o proximo post é meu,enquanto isso aproveitem.


    Não dá mais pra voltar
    E eu nem me despedi
    Onde é que eu vim parar
    Por que eu fiquei tão longe…
    Tão longe…
    (Marcelo Jeneci- Longe)                                                  
                                            


    O medo me possuía de um jeito estranho, que mesmo andando rumo ao não sei o que, querendo tanto faz, sendo um pouco mais que o menos, tentando curar feridas de um desmoronamento de personalidade e vida, e medo do meu percurso que escolhi que se tornou horrível voltar. Meu orgulho infantil que fere a mim mesma, por não dar o braço a torcer me deixava cada vez mais desesperada.
    Nunca soube o que era o amor, sempre soube que seria incapaz de amar uma pessoa, sempre soube que o que eu sentia era diferente, sempre foi raro, mas eu não podia, eu não quis, não tive coragem, tive medo, admito, a culpa foi minha, de saber andar sozinha e agora por estupidez me deixar levar, e ter que como uma criança aprender novamente a andar. Mas os dias passaram, e eu saberei que sempre estive certa me defendendo. Vou esta cada vez mais fechada para esse tal de amor que não quis e acabei sentindo.
    Mais um passo, apenas um, dois, três ou ate quatro quem sabe?! Uma nova caminhada. Escolha minha em me afastar de mim por errar ao amar.
    |


  2. 2 comentários:

    1. Na verdade meninas o problema não está no amor, está em quem se ama. Eu andei tanto errado também...

      Beijos queridas, bom final de semana. ;**

    Postar um comentário

    Se gostou deixa comentário, se não gostou, aceitamos criticas. se quiser desabafa, estamos aqui. volte sempre!