Rss Feed
  1. Sem você é perfeito!

    sexta-feira, 29 de julho de 2011

    Toda vez que nossas vidas se esbarram
    E acabam derretendo todo o gelo
    Que se fez
    Os olhares ainda contam histórias
    E os segredos que ninguém além de nós
    Ninguém além de nós
    Pode saber
    (Darvin- entre nosso mundos)

    Eu te odeio com todas as forças que regem o universo! fui muito burra e me deixei escapar,deixei meus sonhos de lado. Acabei tudo mas só hoje, apenas hoje eu consegui me esquecer de você. Ainda me procura e eu não to nem ai... não vou ficar pelos cantos com os seus dramas pôs namoro blá blá... sabe o que ficou de você?
    Três musicas e a certeza de que posso mandar você pra o espaço de mala e cuia de dentro de mim e de todas as lembranças ruins que me deixou!
    To FELIZ, por não esta com você e nunca mais te ver!

    |


  2. Ter que aprender

    segunda-feira, 11 de julho de 2011


    "Eu sempre pensei
    É automático crescer em uma alma menos estática
    Mas aqui estou eu no mesmo ponto de partida
    Tentando ir para o espaço
    Eu não quero sempre estar certa
    Mas, de mil maneiras diferentes eu só poderia

    (Sitil A) Weirdo - Kt Tunstall"



    Sei onde tudo começou, onde me perdi, onde você mudou, principalmente onde tudo acabou e recomeçou tempos depois. O que dói é como recomeçou, é que a minha musica predileta me lembra a ti, a você que sempre me chama de querida ou meu docinho. Nem sempre esteve ao meu lado, mas sempre me apoiou. Não sei com ressurgiu tudo o que esta acontecendo, o passado voltando de uma vez só, embaralhando tudo dentro de mim e me fazendo perder o caminho o qual eu tava seguindo dês de que você me deixou.


    "Que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia na rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim? É tão pouco. Não te preocupa. O que acontece é sempre natural - se a gente tiver que se encontrar, aqui ou na China, a gente se encontra. Penso em você principalmente como minha possibilidade de paz - a única que pintou até agora, “nesta minha vida de retinas fatigadas”. E te espero. E te curto todos os dias. E te gosto. Muito." Caio Fernando Abreu
    |